sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

EXERCÍCIOS SOBRE A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL!


Questões de conhecimentos fundamentais sobre a Segunda Guerra Mundial!

1. Podemos apontar como uma das principais causas da Segunda Guerra Mundial:
A - A rivalidade política e militar entre Alemanha e Itália no final da década de 1930.
B - O surgimento e fortalecimento, na década de 1930, de governos totalitários na Europa, com objetivos expansionistas e militaristas.
C - A política expansionista da França, que invadiu e conquistou vários territórios na Europa e na África no final da década de 1930.
D - A aliança militar estabelecida por Itália, Alemanha e Estados Unidos no começo da década de 1930.
__________________________________
2. Qual das alternativas abaixo aponta o marco inicial da Segunda Guerra Mundial?
A - O ataque do Japão à base militar norte-americana de Pearl Harbor.
B - Os diversos bombardeios britânicos a várias cidades alemãs.
C - A invasão da Polônia pelas forças armadas da Alemanha em 1º de setembro de 1939.
D - O estabelecimento de acordos militares entre Alemanha, Itália e Japão.
__________________________________
3. Na Segunda Guerra Mundial, o bloco militar conhecido como Eixo era composto pelos seguintes países:
A - Alemanha, Itália e Japão.
B - França, Inglaterra e Estados Unidos.
C - Alemanha, Itália e Rússia.
D - Inglaterra, Estados Unidos e Rússia.
__________________________________
4. Sobre a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial, é verdadeiro afirmar que:
A - O Brasil participou enviando apenas medicamentos e médicos para ajudar os feridos de guerra das tropas aliadas.
B - O Brasil ficou ao lado do Eixo e enviou soldados que combateram as forças aliadas em território italiano. 
C - O Brasil participou apenas fazendo a proteção do litoral e enviando armamentos às forças aliadas.
D - O Brasil enviou soldados que combateram ao lado dos Aliados, principalmente em territórios da Itália.
__________________________________
5. Sobre o final da Segunda Guerra Mundial, é verdadeiro afirmar que:
A - Estados Unidos e Grã-Bretanha foram os países derrotados e tiveram que reconhecer o domínio alemão na Europa.
B - Embora a guerra tenha terminado em 1945, o Japão assinou a rendição apenas em 1948.
C - Alemanha, Itália e Japão saíram derrotados, marcando o fim dos governos fascistas na Europa.
D - Japão, Estados Unidos e França foram os países que mais saíram fortalecidos politicamente após a Segunda Guerra Mundial.


Gabarito: 1.B ; 2.C ; 3.A ; 4.D ; 5.C. 


VESTIBULAR 2009

(UESPI) O período subseqüente à grande crise de 1929, ocasionada, sobretudo, pela superprodução desordenada, levou os Estados Unidos a um abrangente projeto de obras públicas implantado pelo Governo Roosevelt, conhecido como “New Deal”. Sobre esse programa, é correto afirmar que: 
1. foi inspirado na teoria do economista J. Mainard Keynes, que defendia uma ampla participação do Estado nas questões de ordem socioeconômica e política.
 
2. o mercado é que deveria se sobrepor ao Estado Nacional com relação ao planejamento e às diretrizes socioeconômicas e políticas.
 
3. foi inspirado no Plano Marshall, que objetivava expandir os ideais de consumo e de liberdade de mercado.
Está (ão) correta(s):
a) 1 apenas 
b) 2 apenas
 
c) 1 e 3 apenas
 
d) 2 e 3 apenas
 
e) 1, 2 e 3

(UCS-RS) Entre o fim da Primeira Guerra Mundial (1918) e o início da Segunda (1939), a Europa viveu
uma das mais graves crises de sua história, cuja marca foi o surgimento de uma nova forma de poder político e de organização do Estado: o totalitarismo.
Analise a veracidade (V) ou falsidade (F) das proposições abaixo, com relação ao totalitarismo.
(   ) É uma forma de organização do Estado na qual todo o poder se concentra nas mãos de um pequeno grupo de pessoas, organizado sob a forma de partido único. Esse partido conta geralmente com o apoio das massas, mas apenas seus dirigentes têm poder de decisão.
(   ) Uma de suas principais características é o grande uso dos meios de comunicação de massa para difundir a ideologia do regime, exaltar o governo e a figura do líder. Esse bombardeio ideológico começa nas escolas, entre crianças pequenas, que são condicionadas a pensar de acordo com os padrões e valores estabelecidos pelo partido único no poder.
(   ) O Estado totalitário tenta controlar a vida pessoal dos cidadãos, reduzindo-os a autômatos obedientes ao partido no poder. Para isso, utiliza mecanismos de controle do cotidiano e estimula a delação até entre indivíduos da mesma família.
Assinale a alternativa que preenche corretamente os parênteses, de cima para baixo.
a) V – V – V
b) V – F – F
c) V – V – F
d) F – F – V
e) F – V – V

(UFOP) O século XX foi marcado por uma grande quantidade de guerras, que resultaram em milhares de mortes. A respeito disso, assinale a alternativa correta.
a) A Primeira Guerra Mundial (1914-1918) caracterizou-se principalmente pela disputa ideológica entre Estados fascistas e socialistas.
b) Os Estados Unidos consolidaram-se como a nação mais influente do mundo, por terem evitado envolver-se diretamente nos conflitos, como a Segunda Guerra Mundial.
c) A América Latina foi uma das regiões mais pacíficas do mundo, já que nenhum de seus Estados esteve envolvido nos conflitos que marcaram o século.
d) A Segunda Guerra Mundial teve como uma de suas principais características o uso de bombardeios sobre áreas civis, causando grande perda de vidas humanas.

(FUVEST) As bombas atômicas, lançadas contra Hiroshima e Nagasaki em 1945, resultaram na morte de aproximadamente 300.000 pessoas, vítimas imediatas das explosões ou de doenças causadas pela exposição à radiação. Esses eventos marcaram o início de uma nova etapa histórica na corrida armamentista entre as nações, caracterizada pelo desenvolvimento de programas nucleares com finalidades bélicas. Considerando essa etapa e os efeitos das bombas atômicas, analise as afirmações abaixo.
I. As bombas atômicas que atingiram Hiroshima e Nagasaki foram lançadas pelos Estados Unidos, único país que possuía esse tipo de armamento ao fim da Segunda Guerra Mundial.
II. As radiações liberadas numa explosão atômica podem produzir mutações no material genético humano, que causam doenças como o câncer ou são transmitidas para a geração seguinte, caso tenham ocorrido nas células germinativas.
III. Desde o fim da Segunda Guerra Mundial, várias nações desenvolveram armas atômicas e, atualmente, entre as que possuem esse tipo de armamento, têm-se China, Estados Unidos, França, Índia, Israel, Paquistão, Reino Unido e Rússia.
Está correto o que se afirma em
a) I, somente.
b) II, somente.
c) I e II, somente.
d) II e III, somente.
e) I, II e III.

(PUCPR) A Segunda Guerra Mundial foi um dos eventos mais avassaladores e sangrentos da história da humanidade. Podemos citar várias causas que levaram à ocorrência desse terrível conflito, mas a principal foi a ascensão dos regimes fascistas em vários países europeus, em especial do nacional socialismo na Alemanha. Foi surpreendente a ascensão dos nazistas na Alemanha, um país com uma população altamente instruída e cenário de um desenvolvimento extraordinário das ciências e da cultura.
Indique o que possibilitou a chegada de Hitler ao poder na Alemanha em 1933:
a) Os nazistas deram um golpe de Estado em 1933, que derrubou os comunistas do poder. Auxiliados principalmente por setores descontentes das forças armadas e da nobreza prussiana, puderam instituir uma democracia parlamentar fascista que possibilitaria a construção da comunidade étnica
 
pan-germânica.
b) A aliança com setores conservadores de outros países com governos fascistas, como a Itália de Mussolini, a Áustria de Dollfuss e a Espanha de Franco, permitiu aos nazistas conquistarem a confiança das grandes corporações industriais alemãs e do setor financeiro, o que deu base para que o presidente Hindenburg o indicasse como chanceler.
c) A defesa da família e do campesinato por parte dos nazistas fez com que as Igrejas Católica e  Protestante apoiassem a eleição dos nazistas.
d) A crise econômica do final da década de 1920 e início de 1930 arruinou a pequena burguesia urbana e setores do campesinato alemães. Ansiando por uma liderança política forte, que pudesse solucionar a crise econômica e enfrentar o comunismo, esses segmentos votaram fortemente nos nazistas.
e) A votação considerável recebida pelos nazistas não foi suficiente para lhes dar maioria absoluta para chegar ao poder. Assim, eles tiveram que formar uma grande coalizão com social-democratas, omunistas e liberais para atingir esse objetivo.

(UFSJ) Leia o trecho a seguir.
"Horrorizai-vos porque queremos abolir a propriedade privada. Mas em vossa sociedade a propriedade privada está abolida para nove décimos de seus membros. E é precisamente porque não existe para estes nove décimos que ela existe para vós. Acusai-nos, portanto, de querer abolir uma forma de propriedade que só pode existir com a condição de privar a imensa maioria da sociedade de
toda propriedade."
MARX, Karl.
 Manifesto Comunista, 1848.
O trecho acima, expunha um ponto programático presente nos movimentos socialistas do séc. XIX. 
Sobre estes movimentos é
 CORRETO afirmar que eles lutavam pela
a) igualdade social, a organização do operariado para a realização de uma revolução mundial e a supressão do sistema capitalista, da propriedade privada e da sociedade de classes.
b) criação de uma república corporativista, com a colaboração entre patrões e trabalhadores em harmonia social, sob a égide de um Estado forte e intervencionista no campo da produção e da propriedade.
c) melhoria das condições de vida dos trabalhadores, mediante a filantropia patronal e eclesiástica, anulando o conflito entre as classes e preservando a propriedade privada como direito natural.
d) garantia do direito ao trabalho mediante reformas econômicas liberais que levariam ao crescimento industrial, à maior geração de empregos e à generalização da propriedade privada.
VESTIBULAR 2008
(ENADE) A foto a seguir, da americana Margaret Bourke-White (1904-71), apresenta desempregados na fila de alimentos durante a Grande Depressão, que se iniciou em 1929.

STRICKLAND, Carol; BOSWELL, John.
 Arte Comentada: da pré-história ao pós-moderno. Rio de Janeiro: Ediouro [s.d.].
Além da preocupação com a perfeita composição, a artista, nessa foto, revela
a) a capacidade de organização do operariado.
b) a esperança de um futuro melhor para negros.
c) a possibilidade de ascensão social universal.
d) as contradições da sociedade capitalista.
e) o consumismo de determinadas classes sociais.

(ENADE)
 Nenhum Congresso dos Estados Unidos já reunido, ao examinar o estado da União, encontrou uma perspectiva mais agradável do que a de hoje [...] A grande riqueza criada por
nossa empresa e indústria, e poupada por nossa economia, teve a mais ampla distribuição entre nosso povo, e corre como um rio a servir à caridade e aos negócios do mundo. As demandas da existência passaram do padrão da necessidade para a região do luxo. A produção que aumenta é consumida por
uma crescente demanda interna e um comércio exterior em expansão. O país pode encarar o presente com satisfação e prever o futuro com otimismo.
Presidente dos Estados Unidos Calvin Coolidge,
 Mensagem ao Congresso, 04 dez. 1928.
As nossas dificuldades, graças a Deus, apenas se referem a coisas materiais. Os preços desceram a níveis inimagináveis; os impostos subiram; a administração sofre graves reduções de receitas, a todos os níveis; os meios de trocas estão bloqueados nos canais congelados do comércio; as folhas mortas das indústrias juncam o solo por toda a parte; os rendeiros não encontram mercados para os seus produtos; desapareceram as economias amealhadas durante numerosos anos por milhares de famílias.
A nossa grande obrigação, a primeira, é fazer voltar o povo ao trabalho [...].
Discurso do Presidente dos Estados Unidos Franklin Roosevelt, 1933.
Sem ele [o colapso econômico entre as guerras], com certeza não teria havido Hitler. Quase certamente não teria havido Roosevelt. É muito improvável que o sistema soviético tivesse sido encarado como um sério rival econômico e uma alternativa possível ao capitalismo mundial. [...] O mundo do século XX é incompreensível se não entendermos o impacto do colapso econômico.
HOBSBAWM, Eric.
 Era dos extremos: o breve século XX: 1914-1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995, p. 90-91.
Apenas cinco anos separam a mensagem do presidente republicano Calvin Coolidge e o discurso do presidente democrata Franklin Roosevelt. Ambos apresentaram avaliações bastante distintas acerca da realidade econômico-social pela qual passavam os Estados Unidos da América. O texto de Eric Hobsbawm permite entender um pouco melhor as avaliações dos presidentes.
Nesse contexto, analise as afirmativas a seguir.
I - O
 New Deal representou uma mudança significativa no modelo tradicional de economia de mercado praticada pelos norte-americanos.
II - A Grande Depressão atingiu todos os países que mantinham algum tipo de relação com os Estados Unidos da América, como a Inglaterra, a França, a União Soviética e o Brasil.
III - A Grande Depressão foi um dos fatores que colaboraram para a construção de discursos críticos sobre o modelo liberal-democrático.
IV - A Grande Depressão, no Brasil, atingiu os setores agrícola e industrial, devido à falta de  investimento externo norte-americano.
Estão corretas APENAS as afirmações
a) I e II
 
b) I e III
c) I e IV
 
d) II e III
e) III e IV
(Uerj)
A charge "Um cadáver", de J. Carlos, foi publicada em 1918. Nela, a Germânia diz: "E agora, meu filho?... Quem paga essas contas?"
 (Cadáver: gíria da época para credor, cobrador).
Entre 1914 e 1918, o mundo esteve envolvido de forma direta ou indireta em sua Primeira Grande Guerra. O quadro pós-conflito foi definido pelos países vencedores - Inglaterra, França e EUA -, tendo sido a Alemanha considerada a principal responsável pelo conflito. Apresente duas determinações do Tratado de Versalhes (1919) que tiveram fortes repercussões para a economia alemã no pós- 1ª Guerra.

Resposta:
O candidato poderá apresentar duas das seguintes determinações do Tratado de Versalhes (1919):
- imposição das chamadas indenizações punitivas tais como: pagamento de 132 bilhões de marcos-ouro em um prazo de trinta anos; confisco de todos os investimentos e bens nacionais ou privados alemães existentes no exterior; entrega anual de 40 milhões de toneladas de carvão aos aliados europeus por um período de dez anos;
- perdas territoriais que implicavam em significativos prejuízos econômicos tais como: restituição das ricas regiões, em minério, da Alsácia e da Lorena à França; entrega da bacia carbonífera do Sarre para a França durante quinze anos; divisão do império colonial alemão entre as potências vencedoras, principalmente França e Inglaterra.

(Puc-mg) Em outubro de 1917, os bolcheviques assumiram o poder na Rússia. A Revolução Russa de 1917 anunciou o fim do capitalismo e o início do comunismo em escala planetária. Sobre a Revolução Russa e a consolidação do socialismo soviético, todas as afirmativas estão corretas, EXCETO:
a) Revelou-se um movimento de caráter radical, visto que morreram milhares de homens defendendo suas posições e impondo um sacrifício à população russa em nome de uma revolução social.
b) Foi um movimento de ruptura no processo do antigo Império Russo. A demolição quase instantânea do regime czarista significou uma mudança no destino da Rússia e da Europa.
c) Revelou-se como um movimento perverso. A ascensão do comunismo demonstrou um socialismo com regime autoritário comparável aos governos totalitários da Europa.
d) Foi um movimento isolado no processo de modernização da Rússia empreendido pelo Czar, refletiu os anseios do grupo dos camponeses pela coletivização da terra.

(Unesp) Observe o cartaz, difundido durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945).
A imagem representa
a) a nacionalização de empresas estrangeiras pelo governo japonês.
b) a propaganda norte-americana contra o Japão nos anos anteriores a Pearl Harbour.
c) a superioridade do guerreiro samurai japonês diante das forças dos aliados.
d) o bombardeio das cidades de Hiroshima e Nagasaki pela aviação norte-americana.
e) a aliança entre o Japão e a União Soviética contra o imperialismo capitalista.

(Unifesp) Este é o maior evento da história (do presidente norte-americano H. Truman, ao ser informado do lançamento da bomba atômica sobre Hiroshima). Era importante que a bomba atômica fosse um sucesso. Havia-se gastado tanto para construí-la... Todas as pessoas interessadas experimentaram um alívio enorme quando a bomba foi lançada (do alto oficial cujo nome em código era Manhattan District Project).
Essas afirmações revelam que o governo norte-americano
a) desconhecia que a bomba poderia matar milhares de pessoas inocentes.
b) sabia que sem essa experiência terrível não haveria avanço no campo nuclear.
c) esperava que a bomba atômica passasse desapercebida da opinião pública.
d) estava decidido a tudo para eliminar sua inferioridade militar frente à URSS.
e) ignorava princípios éticos para impor a sua primazia político-militar no mundo.

(Puc-rio) As relações internacionais no entre-guerras (1918-1939) foram marcadas por uma tentativa de criar um órgão internacional que teria como uma de suas funções evitar um novo conflito mundial. Essa organização ficou conhecida como:
a) Organização dos Estados Americanos (OEA).
b) Sociedade das Nações ou Liga das Nações.
c) Organização das Nações Unidas (ONU).
d) Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN)
e) Organização Mundial do Comércio (OMC).

(Unifor) Considere a ilustração.
A História contemporânea foi marcada por muitos conflitos bélicos que provocaram grandes transformações políticas no mundo. A ilustração refere-se a um desses conflitos e por suas características trata-se de
a) um conflito indireto entre países comunistas contra países de economia capitalista.
b) uma guerra entre as tropas de Napoleão Bonaparte e os impérios monárquicos.
c) um combate bélico direto entre os países do Eixo e os países da Tríplice Aliança.
d) uma guerra entre países do Ocidente contra países aliados da Europa Oriental.
e) um confronto direto entre os países da Tríplice Aliança e os da Tríplice Entente.
(Uemg) Observe atentamente a fotografia e a seguir responda à questão proposta.
Walt Disney e o Pato Donald apresentam Carmen Miranda e Jose Carioca, que contracenam no musical
“Saludo amigos”, filme baseado no samba Aquarela do Brasil. Produzido entre 1941 e 1942, fotografados por Alex Viany. Estados Unidos, s. d.].

(Arquivo Edgar Leuenroth - UNICAMP , Fundo Zilco Ribeiro, foto 250.)
Todos os comentários presentes nas alternativas, abaixo, estão relacionados ao aumento da influência Norte-Americana na América Latina, a partir dos anos 40, EXCETO:
a) A mudança de perspectiva dos governos norte-americanos, substituindo o “Big Stick” pela “Política de Boa Vizinhança”, procurou formas mais culturais e ideológicas de penetração nos mercados latino-americanos.
b) A instalação da Escola Superior de Guerra, criada em agosto de 1949, serviu como uma espécie de filial da National War College, instituto de altos estudos estratégicos que coordenava as ações para a América Latina durante o período da Guerra Fria.
c) A ampliação do mercado brasileiro para a entrada de multinacionais norte-americanas,
 
principalmente após a Segunda-Guerra Mundial, teve forte apoio de Eurico Gaspar Dutra, que tinha uma visão geopolítica favorável aos interesses dessas empresas.
d) A expansão da atividade interna industrial latino-americana foi estimulada pela modernização das relações econômicas no campo, principalmente em função de um amplo processo de reforma agrária no continente.
(Puc-mg) Em outubro de 1917, os bolcheviques assumiram o poder na Rússia. A Revolução Russa de 1917 anunciou o fim do capitalismo e o início do comunismo em escala planetária. Sobre a Revolução
Russa e a consolidação do socialismo soviético, todas as afirmativas estão corretas,
 EXCETO:
a) Revelou-se um movimento de caráter radical, visto que morreram milhares de homens defendendo
suas posições e impondo um sacrifício à população russa em nome de uma revolução social.
b) Foi um movimento de ruptura no processo do antigo Império Russo. A demolição quase instantânea
do regime czarista significou uma mudança no destino da Rússia e da Europa.
c) Revelou-se como um movimento perverso. A ascensão do comunismo demonstrou um socialismo
com regime autoritário comparável aos governos totalitários da Europa.
d) Foi um movimento isolado no processo de modernização da Rússia empreendido pelo Czar, refletiu
os anseios do grupo dos camponeses pela coletivização da terra.
(Fatec)

Em 1942, os Estúdios Disney lançaram o filme  “Alô,Amigos”, no qual duas aves domésticas se encontram: o Pato Donald e o papagaio Zé Carioca. Este, afável e hospitaleiro leva o ilustre norte-americano a conhecer as maravilhas do Rio de Janeiro, como o samba, a cachaça e o Pão de Açúcar.
A criação de um personagem brasileiro por um estúdio americano fazia parte, naquele momento,
a) da política de boa vizinhança praticada pelos EUA, que viam a América do Sul como parte do
círculo de segurança de suas fronteiras durante a Segunda Guerra Mundial.
b) do claro descaso dos norte-americanos com o Brasil, ao criar um personagem malandro como
forma de desqualificar o povo brasileiro.
c) do medo que os norte-americanos tinham, porque o Brasil se tornava uma grande potência
dentro da América do Sul e começava a suplantar o poderio econômico americano.
d) do projeto de expansão territorial norte-americana sobre o México, projeto esse que necessitava
de apoio de outros países da América Latina, entre eles o Brasil.
e) da preocupação norte-americana com a entrada do Brasil na Segunda Guerra, ao lado da Alemanha
nazista, e com a implantação de bases navais alemãs no porto de Santos.


(Ibmec) “A primeira patrulha russa pôde ser vista do campo por volta de meio-dia de 27 de janeiro de 1945. Charles e eu fomos os primeiros a avistá-la; estávamos transportando para a vala comum o corpo de Sómogyi, o primeiro morto dentre os nossos companheiros de quarto. Reviramos a padiola na neve infecta pois a vala já estava cheia, e outra sepultura não era possível: Charles tirou o boné, para saudar os vivos e os mortos.”
(LEVI, Primo. A trégua. São Paulo: Companhia das Letras, 1997. p. 10-11)
A passagem acima está relacionada:
a) ao início da segunda guerra mundial quando os russos ainda mantinham o tratado de não-agressão com a Alemanha e os guetos judaicos já funcionavam na Polônia.
b) às trincheiras da primeira guerra mundial, mais precisamente na Frente oriental, onde alemães e russos se enfrentaram em longas e sangrentas batalhas.
c) à Revolução Russa que, pelas mãos de Lênin, ultrapassou fronteiras e, pelas de Stalin, organizou a Rússia para pôr fim à fome e às misérias do campo.
d) à perseguição dos nazistas ao povo judaico, que nesse momento enfrentava a formação dos guetos e, mais tarde, seria mandado aos campos de concentração.
e) aos momentos finais da segunda guerra mundial, em que alemães abandonavam os campos de
concentração, enquanto os aliados os abriam ao mundo.

(Unisc) Em 1918, foi assinado o Tratado de Versalhes, que pôs fim à Grande Guerra. A “paz punitiva”, como ele ficou conhecido, estabeleceu uma série de imposições à Alemanha, principal responsável pelo conflito.
Considere as seguintes afirmativas:
I- O tratado obrigou a Alemanha a pagar uma indenização não definida em termos de valores aos vitoriosos.
II- O tratado dividiu a Alemanha em dois territórios, um capitalista e outro socialista.
III- O tratado proibiu que a Alemanha mantivesse seu Estado Maior de Guerra.
A respeito do Tratado de Versalhes, assinale a alternativa correta:
a) Somente a afirmativa I está correta.
b) Somente a afirmativa III está correta.
c) Somente as afirmativas I e II estão corretas.
d) Somente a afirmativa II está correta.
e) Somente as afirmativas I e III estão corretas.
VESTIBULAR 2007
(Ucpel)
Bush chamou líderes da Coréia do Sul, Rússia, Japão e China para reafirmarem o compromisso com uma península coreana livre de armas nucleares. Na ONU, os EUA propuseram sanções duras, como proibição do comércio de artigos militares e de luxo, inspeção de mercadorias importadas ou exportadas do país e congelamento de bens ligados às armas. O embaixador americano, John Bolton, ameaçou: a Coréia do Norte possui uma história de sucesso em intimidar outros países, mas não terá sucesso conosco., acrescentou..
Diário Popular, 11 de outubro de 2006, p. 24.
O texto acima faz referência ao suposto teste nuclear realizado pela Coréia do Norte. No passado, o Japão foi alvo de duas bombas atômicas. Sobre este assunto todas as opções estão corretas, comexceção daquela que afirma que
a) a derrota do imperialismo militarista nipônico implicou, também, a perda de mercados
consumidores dos seus produtos e fornecedores de matérias-primas.
b) passados alguns anos após o ataque das duas bombas atômicas, o Japão vivenciou uma
extraordinária e rápida recuperação econômica, fato que ficou conhecido como o .milagre japonês..
c) as bombas atômicas lançadas pelos Estados Unidos em Hiroshima e Nagasaki levaram os nipônicos a revidarem por meio do ataque japonês à base americana de Pearl Harbor.
d) o lançamento das duas bombas atômicas levou o governo japonês a solicitar o armistício dias depois das explosões ocorridas em Hiroshima e Nagasaki.
e) as bombas de Hiroshima e Nagasaki lançadas pelos Estados Unidos, em agosto de 1945,
causaram a curto prazo milhares de mortes e, a longo prazo, a incidência de muitas doenças
causadas pela radioatividade.

(Utfpr) Em 1935, a Alemanha havia reiniciado a produção de armamentos e restabelecido o serviço militar obrigatório, contrariando o Tratado de Versalhes. Em 1938, anexou a Áustria; logo em seguida incorporou a região dos Sudetos, que abrigava minorias alemãs, na Tchecoslováquia, e assinou um acordo de nãoagressão e neutralidade com a União Soviética. Estava plantada a semente da Segunda Guerra Mundial, que eclodiu em 1º de setembro de 1939, com o (a):
a) participação efetiva de tropas nazistas na Guerra Civil Espanhola, por meio da invasão de Madri.
b) invasão da Polônia por tropas nazistas e a ação da Inglaterra e da França em socorro dos seus aliados, declarando guerra ao Terceiro Reich.
c) rompimento do Pacto Germânico-Soviético com a invasão do território russo por tropas nazistas.
d) saída dos invasores alemães do território dos Sudetos na Tchecoslováquia para invadir a Hungria.
e) tomada do “corredor polonês”, que desembocava na cidade livre de Dantzig, pelos aliados nazistas, principalmente italianos.

(Ufms) Os atentados terroristas, ocorridos em 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos da América, foram comparados, por analistas políticos e pela imprensa internacional, com o ataque japonês à base naval norte-americana de Pearl Harbor e com o assassinato, na cidade de Sarajevo, do herdeiro do trono austríaco, arquiduque Francisco Ferdinando. Esses dois últimos fatos marcaram, respectivamente,
a) a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial e o início da Guerra do Vietnã.
b) o início da Guerra do Iraque e o início da Guerra do Vietnã.
c) o início da Segunda Guerra Mundial e o início da Guerra dos Sete Dias.
d) o início da Primeira Guerra Mundial e o início da Segunda Guerra Mundial.
e) a entrada dos Estados Unidos na Segunda Guerra Mundial e o início da Primeira Guerra Mundial.

(Ufpi) Acerca do contexto mundial no pós-Segunda Guerra:
(    ) Os velhos impérios coloniais na África e na Ásia foram desaparecendo.
(    ) A economia do mundo ocidental mergulhou numa crise grave e duradoura.
(    ) Vários países, como a Polônia, a Iugoslávia e a China, tornaram-se socialistas.
(    ) A aliança antifascista vigente durante a guerra se manteve, garantindo a paz mundial.

Resposta: VFVF

(Ufpi) Sobre os tratados firmados logo após o fim da Primeira Guerra Mundial, é correto afirmar que:
a) determinaram o surgimento de vários novos países, que deixavam de se submeter à influência alemã, austríaca e russa.
b) mantiveram intocado o Império Turco, que assegurou o domínio sobre a Mesopotâmia, a Palestina, a
Síria e o Líbano.
c) preocuparam-se em assegurar, baseando-se no princípio da autodeterminação, a existência e a expansão do regime bolchevique na Rússia.
d) impuseram penas leves à Alemanha derrotada, garantindo-lhe o controle sobre seu território e suas
colônias, como tentativa de evitar uma nova guerra.
e) foram integralmente impostos pelos Estados Unidos, através de seu presidente Woodrow Wilson, o
que assegurou a severidade das penas impostas aos vencidos.

(Ufal) Considere o texto.
O acordo de paz, imposto pelas grandes potências vitoriosas sobreviventes e conhecido como Tratado de Versalhes era dominado por cinco considerações. A mais imediata era o colapso de tantos regimes na Europa e o surgimento na Rússia de um regime bolchevique. Segundo, havia a necessidade de controlar a Alemanha, que afinal quase tinha derrotado sozinha toda a coalizão aliada. Terceiro, o mapa da Europa tinha de ser redividido e retraçado. O quarto conjunto de considerações dizia respeito às políticas internas dentro dos países vitoriosos e os atritos entre eles. Por fim, as potências vitoriosas buscaram desesperadamente o tipo de acordo de paz que tornasse impossível outra guerra como a que acabara de devastar o mundo e cujos efeitos retardados estavam em toda parte.
(Eric Hobsbawm. Era dos Extremos. Trad. São Paulo: Companhia das Letras, 1995. p. 38-9)
Analise as proposições procurando identificar as que estejam diretamente relacionadas aos fatos descritos por Hobsbawm.
(    ) Os países vitoriosos, ao qual o texto faz referência, eram Grã-Bretanha, Rússia, Áustria-Hungria e Japão.  
(    ) O envolvimento da Rússia na Guerra contribuiu para a ascensão do regime socialista naquele país.  (    ) O Tratado de Versalhes garantiu o direito de autodeterminação, incentivando a militarização da Alemanha. 
 
(    ) Os países vitoriosos europeus não concordaram com a “paz sem vencidos nem vencedores” proposta pelos EUA.
(    ) Os termos do acordo de paz foram decisivos para o cessar fogo, garantindo a estabilidade no continente europeu até hoje.

Resposta: FVFVF

(Uft) O nacional-socialismo, ou nazismo, fundamentou-se em uma doutrina cuidadosamente veiculada pelo regime dirigido por Adolf Hitler, utilizando-se de técnicas sofisticadas de propaganda política.
Considerando-se os fundamentos ideológicos do nacional-socialismo, é
 INCORRETO afirmar que esse regime defendia
a) a desigualdade entre as raças, a pureza dos arianos e o anti-semitismo.
b) a preponderância dos interesses coletivos e nacionais sobre os direitos individuais.
c) o nacionalismo, o expansionismo e a unidade do povo alemão.
d) o respeito à ordem legal republicana herdada da década de 1920.
(Ibmec) Nos primeiros anos do governo do presidente Franklin Delano Roosevelt, os Estados Unidos adotaram o New Deal, um conjunto de medidas destinadas a superar a crise iniciada com o Crack da Bolsa de Valores de 1929. Sobre algumas das características desse plano, podemos afirmar que:
a) Buscava uma política liberal baseada nos princípios de Adam Smith para recuperar a economia americana por meio de concessão de empréstimos às principais indústrias para frear o aumento do desemprego.
b) Inspirava-se nas idéias do economista John Keynes e pregava o controle de preços de diversos produtos, a realização de um grande programa de obras públicas e recuperação industrial.
c) Roosevelt incentivou a indústria armamentista com o intuito de recuperar a economia e o nível de empregos atingidos pela Crise de 1929 além de preparar o país para a iminente guerra mundial.
d) O governo americano interveio na Bolsa de Valores de Nova York buscando um maior controle da economia por parte do Estado, visando recuperar as finanças e evitar a falência de várias indústrias e o desemprego.
e) Estabeleceu um rígido controle estatal da economia que tinha como objetivo principal, áreas estratégicas como a siderurgia, o petróleo e a indústria bélica além do tabelamento dos preços dos produtos da cesta básica.

(Cefetsp-ensino médio) Leia o texto e responda as 3 próximas questões.
A conseqüência geral do desemprego na Europa e nos Estados Unidos foi uma drástica redução no comércio internacional, que regrediu ao nível de 1913. Não havia compradores para o café do Brasil, o trigo da Argentina, a lã da Austrália e a seda do Japão. Assim, a crise espalhava-se pelo mundo, com seu trágico cortejo de falências, desemprego e fome. Apenas a União Soviética não foi atingida, uma vez que estava isolada do mercado internacional pelo boicote dos países capitalistas.
(Mariana Martins, (ed.).
 Grandes Fatos do Século XX. Adaptado )
Quanto ao sentido, a última frase do texto equivale a:
a) A União Soviética estava isolada do mercado internacional pelo boicote dos países capitalistas, mas não foi atingida.
b) Como estava isolada do mercado internacional pelo boicote dos países capitalistas, apenas a União Soviética não foi atingida.
c) A União Soviética apenas estava isolada do mercado internacional pelo boicote dos países capitalistas, porque não foi atingida.
d) Se estava isolada do mercado internacional pelo boicote dos países capitalistas, apenas a União Soviética não foi atingida.
e) À medida que estava isolada do mercado internacional pelo boicote dos países capitalistas, apenas a União Soviética não foi atingida.
O boicote pelo qual passava a União Soviética era devido
a) à oposição dos países capitalistas à expansão do socialismo no leste europeu.
b) ao apoio dado pelos soviéticos ao governo Fidel Castro em seguida à Revolução Cubana.
c) ao apoio dado pelos soviéticos às ditaduras nazi-fascistas de Hitler e Mussolini.
d) aos enfrentamentos travados entre norte-americanos e soviéticos no contexto da Guerra Fria.
e) ao êxito da revolução bolchevique e à conseqüente implantação do socialismo.

Embora tenha origem nos Estados Unidos, pode-se dizer que a Crise de 29 teve um “efeito dominó”, ou seja, imediatamente seus reflexos fizeram-se sentir, com maior ou menor intensidade, em todo o mundo. Tal fato pode ser explicado, pois
a) todos os países capitalistas do mundo eram obrigados a seguir os padrões econômicos impostos pelos Estados Unidos.
b) como a Bolsa de Valores de Nova York era a única existente até então, todos os investimentos mundiais lá estavam concentrados.
c) e modo geral, a economia mundial dependia tanto das importações quanto dos investimentos norte-americanos.
d à medida que o modelo econômico capitalista naufragava, o mundo vivenciava uma corrida armamentista para combater a ameaça do comunismo.
e) a partir desse momento, desencadeou-se uma corrida entre as principais potências mundiais com o objetivo de ocupar o lugar deixado pelos Estados Unidos.
VESTIBULAR 2006
(Utfpr) No período chamado de Entre Guerras, um acontecimento norte-americano alcançou repercussão mundial.  Trata-se da Quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em outubro de 1929. Foram causas dessa crise econômica:
a) intervenção do Estado na economia, contrariando o ideal do liberalismo, profundamente arraigado na cultura norte-americana.
b) retomada da produção européia, aumento do preço do petróleo no mercado internacional e redução do consumo interno.
c) explosão do consumo, aumento das taxas de juros e uma seqüência de nacionalizações de empresas estrangeiras.
d) aumento das exportações e dos preços dos produtos, sem que houvesse um aumento de produção de matérias-primas.
e) superprodução agrícola e industrial, diminuição nos níveis de exportação e queda nos preços no mercado interno.

(Ibmec) Quando a crise econômica atingiu duramente o capitalismo, como resultado da Quebra de
Bolsa de Nova York (1929), coube a um presidente democrata eleito em 1932, Franklin Roosevelt, colocar em prática uma série de medidas para pôr a economia norte-americana novamente em ordem. Conhecido como “New Deal”, o plano executado por ele apresentou uma série de características intervencionistas,
 EXCETO:
a) estímulo ao investimento em obras públicas
b) apoio à redução dos níveis de produção agrícola, para permitir um aumento moderado de preços
c) proibição à formação de sindicatos, para impedir a organização de greves
d) criação de planos de assistência previdenciária, como seguro-desemprego e auxíliodoença
e) introdução do salário-mínimo

(Espm) Sob a República de Weimar, praticamente todos os seus habitantes, incluindo os comunistas, estavam profundamente convencidos da intolerável injustiça do tratado que havia colocado fim na guerra, tendo a luta contra esse tratado sido uma das principais forças de mobilização em massa em todos os partidos, de direita ou de esquerda.
(Eric Hobsbawm. A Questão do Nacionalismo. Nações e Nacionalismo desde 1780)
A respeito do texto aponte a afirmação correta:
a) O texto trata da insatisfação dos franceses, após a Primeira Guerra Mundial, com o Tratado de Versalhes.
b) O texto trata da insatisfação dos alemães em relação ao Tratado de Versalhes, após a Primeira Guerra Mundial.
c) O texto trata da insatisfação dos franceses com o Tratado de Frankfurt, após a Guerra Franco-Prussiana.
d) O texto trata da insatisfação generalizada entre cidadãos franceses, quer de direita quer de esquerda, com as injustiças do Tratado de Verdum.
e) O texto trata da insatisfação dos alemães, com as decisões impostas pelos aliados, ao término da Segunda Guerra Mundial, na Conferência de Potsdam.

(Ufg) O lançamento da bomba atômica sobre Hiroshima e Nagasaki, em 6 de agosto de 1945, provocou a rendição incondicional do Japão, na Segunda Guerra. Nesse momento, o mundo ocidental vivia a dualidade ideológica, capitalismo e socialismo. Nesse contexto, o lançamento da bomba está relacionado com
a) o descompasso entre o desenvolvimento da ciência, financiado pelos Estados beligerantes, e os interesses da população civil.
b) a busca de hegemonia dos Estados Unidos, que demonstraram seu poder bélico para conter, no futuro, a União Soviética.
c) a persistência da luta contra o nazi-fascismo, pelos países aliados, objetivando a expansão da democracia.
d) a difusão de políticas de cunho racista associadas a pesquisas que comprovassem a superioridade da civilização européia.
e) a convergência de posições entre norte-americanos e soviéticos, escolhendo o Japão como inimigo a ser derrotado.
1.     (Ibmec) Em 2005, comemorou-se no mundo todo os sessenta anos do final da Segunda Guerra Mundial e, portanto, a vitória sobre o nazismo. Alguns eventos marcaram o ano de 1945 como decisivo para o final da guerra e mesmo para os caminhos do futuro mundial. Entre eles:

1.     a) está a batalha de Stalingrado, na qual o exército russo mostrou sua capacidade de resistência, sustentando uma cidade por 15 dias e expulsando os alemães da URSS.
2.     b) está o dia D, quando a força aliada reuniu 1 milhão e meio de homens e iniciou a liberação da França, até então nas mão dos nazistas.
3.     c) estão as bombas de Hiroshima e Nagasaki, que definiram o final da guerra com o Japão, que pediu o armistício dias depois das explosões.
4.     d) está o atentado a bomba sofrido por Hitler no seu QG no Fronte Oriental planejado e executado pelos membros da elite militar e aristocrática da Alemanha.
5.     e) está a batalha de El Alamein, em que os alemães, liderados pelo General Rommel, foram derrotados pelo 8º Exército britânico liderado pelo General Montgomery.
(Uerj)
Sessenta anos se passaram desde o fim da Segunda Guerra Mundial, mas terror, fanatismo, fundamentalismo, ódio racial ainda freqüentam os noticiários de hoje. Considerando as relações político-econômicas na Europa, um dos fatores determinantes dessa Guerra está descrito em:
a) eclosão da Guerra Civil espanhola, que propagou movimentos revolucionários por diversos países.
b) imposição dos tratados de paz, que submeteram os vencidos a pagamentos de reparações de guerra.
c) deflagração da crise de 1929, que deixou várias nações do continente em posição desvantajosa frente aos países americanos.
d) instalação do “cordão sanitário”, que se opôs ao avanço do comunismo nos países do Leste com a formação da Liga das Nações.
(Uerj)

(MOSER, SOYER. Apud: PAZZINATO, A. L. e SENISE, M. H. V.
História moderna e contemporânea. São Paulo: Ática, 2003.)
Em vários momentos da História, arte e poder se encontram. O quadro de Moser Soyer retrata diversos artistas pintando imagens esperançosas e otimistas, associadas ao New Deal , implementado pelo governo Roosevelt. Nesse clima de euforia e com o objetivo de reerguer a economia norte-americana, esse governo adotou como medidas:
a) redução da produção agrícola e realização de grandes obras públicas
b) repressão aos movimentos dos trabalhadores urbanos e elevação do poder aquisitivo
c) valorização da moeda e incentivo ao aumento da produção industrial de bens duráveis
d) concessão de empréstimos aos pequenos agricultores e estabelecimento de um modelo econômico de livre-mercado

VESTIBULARES ANTERIORES
(Ufes)
"Imagine que não haja nenhum paraíso [...]
que não haja países [...] e nenhuma religião
também [...]
imagine todas as pessoas vivendo a vida em
paz [...]
imagine todos os povos compartilhando o
mundo todo [..]
(John Lennon.)
No imaginário de Lennon, não deveriam existir fronteiras entre os povos. Mas o que são fronteiras? Pode-se dizer que elas têm a função de separar territórios. Em Geopolítica, porém, simples. As fronteiras
I - definem a extensão geográfica da soberania de um Estado.
II - delimitam fenômenos dinâmicos e são construções humanas.
III - revelam diferenças religiosas, lingüísticas e étnicas.
IV - separam blocos políticos ou alianças militares.
Na seqüência em que aparecem, as informações acima correspondem, respectivamente, às fronteiras
a) culturais, políticas, estratégicas, culturais.
b) estratégicas, históricas, culturais, políticas.
c) estratégicas, históricas, políticas, estratégicas.
d) políticas, históricas, estratégicas, culturais.
e) políticas, políticas, culturais, estratégicas.

(Uff) Os processos de expansão da economia mundial no final do século XIX abriram caminho
para a política imperialista com reflexos em áreas que permaneciam em regimes econômicos
incompatíveis com a modernização industrial.
Assinale a alternativa que melhor identifica essa nova situação.
a) As industrializações alemã e japonesa ratificam o processo de mundialização do capitalismo e os
incentivos às transformações industriais.
b) As industrializações brasileira e norte-americana demonstram a capacidade de ampliação dos
mercados produtores.
c) As industrializações italiana e portuguesa atestam as novas diretrizes das nações industrializadas
em direção aos mercados africanos.
d) As industrializações indiana e francesa indicam o declínio da hegemonia inglesa no cenário mundial.
e) As industrializações argentina e mexicana que decorrem, em parte, desses processos de transformação
da economia mundial, tiveram como fator decisivo a revolução agrária.

(Uce) Os povos de grande parte da África vivem sob catástrofes das guerras, da desertificação e da fome. A mídia destaca esses fatos somente quando chega ao extremo de milhares de mortes por inanição. Sobre essa realidade no continente africano, podemos dizer que é verdadeiro:
a) o sistema tribal sempre contribui para essa situação de fome e de pobreza
b) a desestruturação da economia ancestral, tribal e de autoconsumo, decorre de um processo histórico normal em sem interferência de colonizadores
c) a fome e a pobreza só têm destaque na África semi-árida do Sahel, por contingência da própria natureza
d) a pobreza na África é, antes de tudo, uma herança do colonialismo

(Ufes) No século XIX, assistiu-se à consolidação da sociedade burguesa por meio do amadurecimento do capitalismo industrial e da expansão de mercados. Essas transformações foram nomeadas por economistas e historiadores como Imperialismo. 
Sobre esse período,
 NÃO é correto afirmar que
a) a necessidade de novos mercados de fornecimento de matérias-primas baratas e de escoamento de produtos industrializados conduziu as grandes potências européias ao neocolonialismo. 
b) as nações européias mais industrializadas fecharam seus mercados para as concorrentes, dando origem à política de ocupação territorial e econômica de regiões do mundo menos desenvolvidas.
 
c) a corrida neocolonial foi dirigida por Estados europeus voltados para a aplicação da política mercantilista, baseada no bulionismo e no exclusivo comercial. 
d) a expansão econômica e política das potências industriais, em escala mundial, durante o século XIX, deu início à fase monopolista do sistema mundial capitalista.
 
e) os mercados afro-asiáticos foram integrados ao sistema de produção, dominado pelos industriais e banqueiros, que investiam seus capitais na comercialização de produtos e na realização de empréstimos.

(Ufrs) Com o final da Primeira Guerra Mundial, o Tratado de Versalhes ocupou-se, principalmente:
a) da criação de uma organização internacional destinada a garantir a paz: a Sociedade das Nações.
b) dos problemas ligados ao reconhecimento do novo Estado surgido da Revolução Soviética.
c) da regulamentação da paz com a Alemanha, incluindo a cessão de territórios, indenizações e desarmamento.
d) do desmembramento do Império Austro-Húngaro, formando-se novos Estados: Áustria, Tchecoslováquia, Iugoslávia e Hungria.
e) da reorganização das fronteiras das nações balcânicas, devido à desagregação dos impérios Turco e Austro-Húngaro.

(Ufpi) A crise de 1929, iniciada nos Estados Unidos, deve ser entendida como:
a) decorrente da dependência da economia norte-americana em relação à economia mundial
b) conseqüência do mau planejamento dos economistas, adeptos do liberalismo.
c) uma crise do sistema capitalista, que, produzindo para o lucro, sem que os consumidores tivessem condições de consumir, provocou uma crise de superprodução.
d) uma crise advinda do fato de os produtos serem produzidos em pequena escala e do poder aquisitivo do consumidor, ser muito grande, em face do que as mercadorias começam a faltar no mercado.
e) um erro da tentativa de recuperação econômica idealizada por Roosevelt e seus assessores diretos. 

(Cesgranrio) A adoção do New Deal nos EUA, após a crise de 1929, permite-nos afirmar que:
1 - o sistema capitalista enfraqueceu-se, pela impossibilidade de conviver com o planejamento e o dirigismo estatal.
2- o intervencionismo do Estado na economia não se confunde com o socialismo, nem conduz, necessariamente ao autoritarismo.
3- alterou-se a relação entre a produção agrária e a fabril, pela importância maior concedida à primeira.
4 – a distribuição de seguros aos desempregados contribuiu para a diminuição da tensão social.
Estão corretas somente as afirmativas:
a) 1 e 2
b) 3 e 4
c) 2 e 4
d) 1, 2 e 3
e) 2, 3 e 4

(Ufv) Os países chamados “do Eixo”, durante a Segunda Guerra Mundial, eram:
a) França, Holanda e Bélgica.
b) Alemanha, Rússia e Itália.
c) Estados Unido, França e Inglaterra.
d) Alemanha, Itália e Japão.
e) Alemanha, França e Inglaterra.  

(Fuvest)
“A crise atingiu o mundo inteiro> O operário metalúrgico de Pittsburgh, o plantador de café brasileiro, o artesão de Paris e o banqueiro de Londres, todos foram atingidos.”
(Paul Raynard. La France a sauvé l’Europe. Flamarion)
O autor se refere à crise mundial de 1929, iniciada nos Estados Unidos, da qual resultou:
a) o abalo do liberalismo econômico e a tendência para a prática de intervenção do Estado na economia.
b) o aumento do número de sociedades acionárias e da especulação financeira.
c) a expansão do sistema de crédito e do financiamento ao consumidor.
d) a imediata valorização dos preços da produção industrial e o fim da acumulação de estoques.
e) o crescimento acelerado das atividades de empresas industriais e comerciais e o pleno emprego.

"A terra, o subsolo, as águas, as florestas, as fábricas, as minas de carvão e de minérios, as estradas de ferro, os transportes por água e por ar, os bancos, as grandes empresas agrícolas organizadas pelo Estado, assim como as empresas municipais e a massa fundamental das habitações nas cidades e as aglomerações industriais, são propriedades do Estado, quer dizer, de todo o povo."
Este artigo fazia parte da Constituição:
a) do Brasil.
b) da República Federal Alemã.
c) da Suécia.
d) dos Estados Unidos.
e) da ex-União Soviética.

(Pucrio) Entre o fim da Primeira Guerra Mundial (1918) e o início da Segunda (1939), as sociedades européias passaram por inúmeras transformações. Entre essas transformações, estão as citadas abaixo, a EXCEÇÃO de:
a) A instabilidade econômica no decorrer dos anos 1930, em decorrência da internacionalização dos efeitos da quebra da bolsa de Nova York. 
b) A inoperância da Liga das Naç&
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário